quarta-feira, 15 de março de 2017

QUEM SOU

As vezes me pego alheia no meu mundo.
Quem já não se pegou vendo grãozinho de poeira entrando por uma frestinha de sol pela janela? Isso não pode ficar aí!
Fico absorta enquanto ao meu redor tagarelam coisas que não me dizem respeito.
Amo chuva e granizos batendo na chaminé do chuveiro do lado de fora na área de serviços do nosso apartamento.
E o vento agitando as folhas das árvores chamando mais chuva? Que delícia sentir essa natureza!
Consigo entrar no pensamento da minha mãe, noventa e três anos, dependente desta filha que tanto a ama e que tanto já foi capaz e independente, quando a vejo olhando num além imaginário.
Na verdade, gosto de estar num mundo de imaginação, sou uma alheada dos meus pensamentos.

quarta-feira, 8 de março de 2017

TUDO PASSA

Existe uma música do Lulu Santos "COMO UMA ONDA'' que diz exatamente o que passa na minha mente neste momento.
"Nada do que foi será de novo, do jeito que já foi um dia."
Tenho momentos chatos do passado que de vez em quando me retornam .
 Uma vez fiz um exame oftalmológico mascando chiclete impensadamente. Assim que entro no consultório, o profissional olha pra mim e diz: ASSIM QUE A SENHORA ENCOSTAR A CABEÇA NAQUELE EQUIPAMENTO, PÁRA DE MASTIGAR ESSE CICLETE.
Na hora quis dar meia volta, volver. Que falta de ética da minha parte!
Em outra vez levei um resultado de exame delicadíssimo da minha mãe, dobrado numa pasta pequena demais para o tamanho do exame . Poderia ter estragado o resultado numa das dobrinhas. No final da consulta o profissional me pede: POR FAVOR, NA PRÓXIMA VEZ COLOQUE O RESULTADO NUMA PASTA MAIOR.
Muito bom o aprendizado. Passou como tudo passa, o chato é que não esqueço.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

NOSSA VIDA

Hoje a introspecção me pegou logo ao amanhecer quando fazia a minha caminhada. Que momento gostoso desta estação do outono quando o céu amanhece completamente azul e a brisa ainda muito fresca vem ao meu encontro.

Fiquei pensando nos tempos idos quando os dias tinham esta mesma característica, lindos lindos mas com uma diferença: ESTAVA INDO PARA O TRABALHO.  Refleti sobre a vida mais uma vez.
Quantas e quantas vezes caminhei para o trabalho sonhando com o que estava hoje fazendo.
Pensar que tive momentos de autocomiseração ...  Quanta bobagem. Achar que nada dos meus planos seria possível.

A vida  é assim, tem seus desníveis... altos e baixos e não vale a pena se decepcionar com os baixos que além de inevitáveis são temporários. Tudo passa, tudo passa.

O segredo do sonho na verdade é aprender que é muito mais gostoso o processo pra se chegar até lá, mesmo com todos os percalços porque quando acaba um projeto essa graça acaba, vira rotina. Então "bora" atrás de outro projeto porque a vida continua e comodismo é atraso de vida.



terça-feira, 26 de janeiro de 2016

HENRIQUE 8 ANOS

Henrique é meu neto. O único além de duas.
Últimos dias de férias escolar ... veio ficar comigo. São Paulo fazendo 462 anos, feriado preguiçoso de uma segunda feira, não poderia ser mais gostoso por ser segunda feira.
Fomos passear no Instituto Butantã ... vazio naquela parte da manhã... propício para longas conversas já que as cobras também resolveram se esconder fazendo feriado por conta.
Durante nossa caminhada, passa por nós dois moços empurrando o carrinho do bebê ... e os três fazendo uma caminhada.
Meu marido logo deduz: É um casal! Henrique escuta e diz: Vó, sabia que lá em Orlando nós vimos um casal de homem andando de mãos dadas?
Uaaauuuu é mesmo? E o que você acha disso? Você concorda?
-Eu não.
-É mesmo? Mas por quê?
-Porque Deus fez o homem e a mulher!
Pra ajuda-lo eu perguntei ... pra procriarem?
-Isso mesmo vó. Caso contrário não nascerão mais crianças.
Muito bem garoto ... mas pelo menos esse bebê está sendo bem cuidado, você não acha? Ele responde: -Está mesmo, tem tantas crianças abandonadas sem mãe. Ter, eles tem né? Mas vai saber onde estão? E sabia que já vi também uma grávida fumando?
Que "papo cabeça" meu santinho! O papo continuou até ele chegar no cordão umbilical e alimentação saudável. Ai ai ... amei essa manhã e pensar que os meus oito anos foram tão ingênuos.

domingo, 3 de janeiro de 2016

VELHICE

Sei que a velhice é uma realidade que chega para todos,  com algumas exceções é lógico.
Me pergunto de vez em quando, até quando uma pessoa deve ficar policiando sua saúde pra chegar lá na frente dignamente.

Outro dia vi uma "pessoinha", usando aparelho auditivo, numa cadeira de rodas por conta da decadência física e quem sabe até infelizmente da mental, sem autonomia, totalmente dependente do cuidador. Adiantou tanto se policiar se o que ela está passando nesse momento foi totalmente inerente a sua vontade? Não adianta ... nosso motorzinho interno tem validade como em tudo.

A velhice vai chegando, chegando e uma hora ela se instala de vez. O idoso percebe que incomoda ... vem a depressão ... nada é agradável... Um caso bem ao contrário, conheci idoso que chegou lá sem culpa alguma e tive dó do seu cuidador.

Concordo com o romancista Philip Roth que diz: A VELHICE NÃO É UMA BATALHA; A VELHICE É UM MASSACRE.


quinta-feira, 22 de outubro de 2015

MELHOR IDADE

O avanço da medicina está proporcionando a "MELHOR IDADE" que as pessoas tanto sonham chegar.
Delícia pensar assim, não é? Isso só acontece para quem consegue e tem condição de driblar todas as complicações advindas de um organismo envelhecido.
Chegar aí na plenitude e podendo degustar umas cerejinhas no bolo é maravilhoso. Sem cerejinhas também é.

Só Deus sabe até quando esse período de prêmios diários acontecerão.
Infelizmente mais a frente chega o período da dependência, isso é inerente a nossa vontade.
A decadência física e mental ... autonomia anulada.

Os remédios todos funcionando para que o coração, pressão, triglecirídios, glicemia, colesterol, tireóide, afffff..... todos estejam com as suas taxas perfeitas. E daí?

Adianta viver cem anos? Eu quero a minha autonomia também.

Vou sair daqui ... estou no meio de um fogo cruzado. Vou procurar umas cerejinhas.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

CONVERSA

Conheço pessoas que conversam com animais mas também tem os que conversam com suas plantas ...  com si próprio ... e até com os seus "botões".

Hoje resolvi conversar com minha alegria que chegou logo pela manhã para tomarmos o café juntas.
Como você é bem vinda querida ... faça do meu lar o seu lar e quando tiver que sair me avise com antecedência e me faça entender que aqui não é o Éden de Adão e Eva mas quem sabe um dia conheceremos.

Querida, eu entendo muito bem você ... sei que você até gostaria de estar em todos os lugares com mais frequência, mas o problema é que eles não sabem dessa sua resistência quando vê pensamentos negativos, vingativos, inveja, palavrões. Coitados!

Você tem amigos bacanas. Sabe aquele chamado Esperança, Fé, Coragem? Convide-os para entrar nesses locais desassistidos e vá para lá também mas com a condição de voltar pra mim com todas as suas baterias de recarga.

Estamos entendidas? Beijos.